terça-feira, 21 de junho de 2016

Te desejo O nada!

Te desejo O nada!
June 20, 2016
|
Ariadne Zippin

Você já se pegou pensando sobre como preencher um vazio em sua vida? Parou para sentir o que estava faltando em sua empresa?

O que normalmente está faltando em nossa vida e para que tenhamos o equilíbrio necessário para chegarmos onde queremos é o vácuo!

Quando criança estudamos sobre as descobertas de Arquimedes. Ele descobriu que dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço. Sendo assim, em nossas vidas, vamos em busca de preencher tanto um “vazio” que não sobra espaço para coisas novas e boas. As coisas precisam fluir e para fluir elas precisam encontrar espaços vazios.

Parece um tanto complicado, mas é simples, para nos preencher, precisamos nos esvaziar.

Digamos que você more em um apartamento com apenas uma garagem e não tenha outra para alugar. Você ganhou um carro em um sorteio. O que você faz? Se desfaz de um deles para que o outro (que for melhor pra você) fique! Em nossos relacionamentos acontece a mesma coisa. Não existe espaço para algo novo e bom, se não deixarmos a vaga vazia. Na nossa empresa muitas vezes nos vemos cheio de tarefas que acabamos cancelando compromissos que nos fariam bem e poderiam até nos dar mais lucro do que o compromisso que já tínhamos. O medo de não ter o que fazer ou o sentimento de ociosidade nos deixa aflitos e estamos sempre em busca de ficarmos “lotados” de serviço. Pense quanta coisa boa para seus negócios poderiam acontecer se você tivesse espaço vazio em sua agenda.

A meditação, hoje em dia, mais que moda, já está virando uma necessidade. As pessoas estão em busca de encontrar e criar esse vácuo. A necessidade e ao mesmo tempo a dificuldade de criar esse silêncio da mente, tem feito com que mais e mais pessoas busquem meditar. A meditação, nada mais é que colocar o vácuo, dentro de si. Acalmar a mente para deixar que coisas boas entrem.

O desapego também é extremamente importante para nosso bem estar. Perceba a diferença entre duas pessoas. Uma pessoa guarda dinheiro pois no final da vida tem medo de envelhecer e não ter onde morar ou não ter dinheiro para comprar remédios e a outra que guarda dinheiro para fazer uma viagem de volta ao mundo quando se aposentar. Qual você diria que está certa? Não cabe a mim julgar as escolhas mas cabe a mim apontar a diferença vibratória e o preenchimento errôneo de seu ser.

A que guarda dinheiro com medo de envelhecer já carrega o medo e atrai o envelhecimento para sua vida. Atrai também o medo e a doença. Atrai o medo da solidão. Essa pessoa está preenchendo a vida dela de coisas negativas, atraindo tudo que ela não deseja, pois só em pensar nessas possibilidades, elas são lançadas ao universo, trazendo a elas aquilo que deseja. A outra almeja viajar, conhecer e viver.  Qual das duas você acredita que terá um futuro melhor?

Quando falo que dois corpos não conseguem ocupar o mesmo espaço, afirmo que se você está preenchido de coisas boas as ruins não entram e a recíproca é verdadeira.

Se você está na porta do mercado segurando suas sacolas e alguém joga para você um vale presente de um ano de mercado grátis, você não consegue pegar, não é mesmo? Você pode se perguntar agora, mas qual a possibilidade disso acontecer? Eu te digo que acontece todos os dias.

Você reclama do seu trabalho e não tem tempo de ir procurar outro. Você é convidada para jantar mas devido ao trabalho resolve recusar e deixa de conhecer o amor de sua vida, um grande cliente ou um novo amigo. Te convidam para ser sócia de uma empresa e o medo de arriscar faz com que desista. Isso se chama ser preenchida!

Busque o vácuo. Deixe com que as oportunidades fluam. Deixe espaço para que as energias boas circulem.

Deixe espaço na sua vida para as coisas que são suas e estão a caminho. Pare um pouco de pensar, apenas seja e sinta. Deixe o vácuo tomar conta da sua vida. No vácuo o som não se propaga. Nele você não ouve os outros. Você não ouve o medo. Você escuta a sua intuição. Você escuta o seu ser e aí sim saberá o caminho a seguir e saberá o que deve ficar e o que deve desapegar, deixar ir para que o novo e o bom tenha espaço de chegar em sua vida e na sua empresa.


Desejo a você leitor, que sua vida seja repleta de nada e que esse nada seja repleta de vácuo e que isso te faça feliz!!!

Um comentário:

  1. Querida Ariadne. Acho que tu tens razão quanto à criação de um vácuo mental como ferramenta para organizar um pouco mais nossas vidas, tão atribuladas. Eu sempre achei importante expandir a mente, criando espaços extras, ou seja, aumentando a casa para caber mais coisas. Sempre fiz assim, mas confesso que chega um momento em que não temos mais para onde crescer, a não ser que nos desfaçamos de alguma coisa. Nos sentimos pesados, encalhados em nós mesmos. Parabéns. Vou tentar o método que tu propões.
    Agora, uma curiosidade que é ao mesmo tempo uma anedota (só para descontrair): existem várias repostas para a pergunta "o que é o nada?", mas uma é esta: "o nada é um buraco sem terra nenhuma em volta". Que tal?

    ResponderExcluir

comentário do jurista Luiz Vitório Tavarnaro sobre " O Direito e a Maiêutica"

Enviado:  terça-feira, 21 de novembro de 2017 14:07:17 Para:   celsomacedo.portugal@hotmail. com Assunto: MAIÊUTICA - O autor, CELSO...