sábado, 10 de setembro de 2016

Quando o erro médico é obedecer ao paciente

Paulo Bittencourt

https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
Presidente (Anita Zippin), quero anunciar que coloquei à venda mais um livrinho na amazon.com.  Ainda está com algumas falhas, mas como já está tendo algum sucesso, achei melhor avisá-la. Na verdade foi escrito em 2009, aprovado pelo Conselho Regional de Medicina do Paraná, mas creio que agora é um momento mais maduro para publicação.
Obrigado

Quando o erro médico é obedecer ao paciente: um ensaio sobre uma difícil aliança
Incluindo o capítulo “ Suicídio e mortes violentas inesperadas” da 1ª edição do Fora da Casinha, este livreto de 60 páginas aborda fatos concretos como o caso Michael Jackson e inúmeros outros ocorridos em torno de 2005, que levaram médicos a tomar decisões que fizeram muito mal a seus pacientes. Embora forte, o texto é objetivo, documentado e não é polêmico. Analisa fatos do ponto de vista de um especialista. Tenho familiaridade com sistemas de saúde de muitos países em vários continentes, e foi desta perspectiva que pude entender como ocorreram tantos acidentes em países com sistemas de saúde como o nosso e o americano, onde o paciente tem o poder de escolher diretamente com quem se trata, inclusive no nível de especialidade.
Paulo Rogério Mudrovitsch de Bittencourt
.....
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
É um ebook da amazon. A gente mesmo faz, sem editora. Tomei esta opção por inúmeras razões, não só financeira como também de mercado e publicidade...
A renda é mínima, assim como o investimento. E todos sabemos que é um mercado crescente, fica para os filhos.
Se quiserem dar uma olhada é só entrar no site da Amazon e digitar o meu nome Paulo Bittencourt. Aparecem todos meus livros que estão lá.

Paulo Rogério

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Soturnamente pensei

Soturnamente pensei Pensei, logo não existo Somos pequenos demais O que dizer? Sonhei, sonhei? Tive pesadelos Acordei Quando ...