sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Com muito orgulho


Porque não se lembrar , saudades, das frustrações dos brinquedos coloridos, e da bicicleta de duas rodas que nunca chegou ?
E depois o primeiro olhar, o primeiro beijo, a primeira noite de prazer, ... a emoção dos filhos .
A realização das Universidades, do bom emprego, dos amigos deixados...
Ha pouco a vitória sobre fatalidades das perdas, que à margem deixamos do destino comum.
O conformismo e a alegria da nova chance ...
Sim... o primeiro dia de paz conquistado, o primeiro suspiro ao nascer do sol do mar grosso que Eminha a todo dia nos revela,
Das primeiras rugas, da primeira dor da idade, Os primeiros fios brancos ... enfim o primeiro início do fim
De mim, nessas ocasiões, não parece ser a palavra adequada a saudade.
"Saudade é dor que se sente" TP
Apenas um breve sorriso cada momento lembrado
As verdadeiras emoções vividas não morrem e não se esquece... Elas são partes importantes do nosso corpo e alma..
Vivem dentro da gente, ... e nos impulsionam... razão para querermos a longevidade...São quase eternas.
nbg

Um comentário:

  1. Cheia de poesia, obrigada primo Ney pela lembrança de tão gratas recordações!

    ResponderExcluir

SANGRA AMOR MEU CORAÇÃO

SANGRA AMOR MEU CORAÇÃO (por Brasil Andrade Holsbach) Por detrás da noite escura brilha minh’ amada estrela (dentre todas a mais bela) que m...